sábado, 7 de novembro de 2015

Se Sobrar eu Vendo! Nova via em Itaúna (Caruaru)

A estrada que leva de Caruaru até Brejo da Madre de Deus é repleta de rocha pra todo lado, e aos poucos vamos conhecendo cada uma delas e abrindo mais algumas vias. Dessa vez a pedra em questão se chama Pedra da Janela, e fica no distrito de Itaúna, município de Caruaru, pouco antes de Fazenda Nova (vindo de Recife).

Faz algum tempo o Luciano tava por aqui e subi com ele e com Eveline até a base da pedra, em um dia que estávamos indo à Brejo e não daria tempo de escalar. Subimos uma trilha super aberta, que leva até o cume, pouco antes do cume paramos pra observar a parede e vimos algumas linhas possíveis. Descemos e estava certo que voltaríamos.

Voltamos, Luciano e eu, junto com o Marcus e a Michele. Escolhemos uma linha bem no meio da parede, na sua parte mais vertical, era claro que seriam duas partes distintas, início menos ingrime e com fendas, final vertical e sem fendas, com sorte, teria agarras. Luciano começou na frente, uma chapa, passou por um bloco encaixado, bateu mais uma chapa, tocou uma parte em móvel, fixou outra chapa e seguiu em diagonal pra direita, em um lance meio de aderência, que ficou sendo o crux da primeira parte, até chegar no lugar em que a parede perde inclinação, subiu um pouco mais e fixou a P1 com uns 50m.






Peguei a ponta da corda e comecei a escalar e bater chapas, no início dava pra parar equilibrado pra furar, depois a qualidade das agarras começou a ficar duvidosa, consequentemente as chapas mais próximas, conquistei intercalando alguns furos de cliff, ainda vislumbrando a possibilidade para ser escalado em livre depois, mais pra cima a situação foi piorando, a pedra ficando mais lisa e as poucas agarras quebradiças. Quando faltavam uns 5 metros pra acabar a parte vertical, e a via ficar fácil, acabaram as chapas que tínhamos. Fim da brincadeira, descemos.

Voltamos recentemente, mais precisamente no mesmo final de semana que abri com o Paulo a "Chaminé Belo Jardim" (post anterior). Guiei a primeira enfiada e saí pra concluir a segunda, comecei a escalar sem o peso do material de conquista e consegui fazer metade da enfiada em livre, escalando delicadamente, até que cheguei no trecho de rocha ruim, onde segui "roubando" até a última chapa que tinha batido antes. Puxei os equipos e bati mais algumas proteções, me livrando do vertical e fazendo a P2 no positivo. Luciano subiu e ainda tocou mais 30 metros de pura diversão, com uma chapa no meio e uma no cume, onde chegamos com a lua cheia nascendo! Uma pena não termos nenhuma foto.



O nome nós roubamos de um bar que tem na entrada da estrada que dá acesso á Pedra da Janela. Acredito que a graduação seja (5° VIsup A1 E3/E1) 120m, sendo a primeira enfiada E3 e a segunda E1.

Acesso: Vindo de Brejo, entrar à direita após o bar "Se sobrar eu vendo",  seguir a principal e entrar na segunda à esquerda, passar por um chiqueiro, uma porteira e seguir até onde o carro chegar, não é possível ver toda a pedra da estrada, pois o morro por onde a trilha sobe tapa a visão.
Seguir a estrada, que vira uma trilha bem aberta subindo o morro até o topo, de onde dá pra ver a pedra toda novamente, seguir pra esquerda como se fosse pro cume, após passar por dois blocos grandes formando uma caverninha pegue uma saída menos óbvia pra direita e siga até a parte mais positiva da base da pedra, depois é só ir margeando a pedra pra direita até a metade da montanha, onde inicia-se a via, é possível ver as duas primeiras chapeletas.
Veja o mapa aqui.

Descida: Descemos de Rapel, mas além de nos parecer óbvio, um morador disse que tem trilha até o cume, então acho que vale a tentativa. O Rapel é bem tranquilo com corda de 70m, com uma corda menor, pode ser complicado mas ainda é possível.

É isso, mais uma via! Valeu parceiros!!



Nenhum comentário: